Minha escolha

Sabe, estava pensando esses dias no quanto dizer para todo mundo que eu estava com linfoma poderia ter prejudicado o meu trabalho. Claro, as pessoas ficam receosas de contratar uma pessoa que está fazendo um tratamento desse. “E esse não der certo? E se ela morrer?”…mas eu senti muito forte em meu coração que eu deveria compartilhar, escrever…porque eu sabia que no final algo muito bom Deus ia fazer! Eu tinha certeza da Vitória e as pessoas que descobrem isso em suas vidas, ficam sedentas por informações, por saber de outras pessoas que passaram pela mesma coisa, etc. Não achei justo esconder isso. Não quis ME esconder.
Deus é o dono da minha vida, da minha saúde, do meu trabalho, do meu dinheiro. Dono de tudo. É por isso que agradeço a todas as pessoas, que mesmo sabendo do meu tratamento, cometeram a “loucura” de me contratar (ou continuar comigo, rs) para fotografar os seus casamentos.
Besos!!! 😀

Anúncios

Gratidão

Estou muito sumida aqui no blog, mas jamais posso deixar esse ano terminar sem compartilhar com vocês algo muito importante que aconteceu.

Logo que fiquei sabendo que eu teria um tratamento difícil pela frente, pensei  que ficaria acamada a maior parte do tempo e que fotografar os casamentos agendados seria impossível. Como  desde ano passado estava planejando engravidar, diminuí muito a quantidade de casamentos para o ano de 2012…Deus sabe de todas as coisas, sempre.

Bom, então quando soube do tratamento, imediatamente pensei que deveria conseguir outros fotógrafos para os meus noivinhos, não poderia deixa-los na mão. Mas o mais difícil para mim seria contar para eles que provavelmente eu não estaria lá no dia combinado e que deveríamos conseguir outros fotógrafos. O senso de responsabilidade fala muito forte nesse momento, né?

Bom, a primeira noiva que eu falei foi a Daniela. Nos falamos pela bate-papo do Face. Gente, foi um chôrôrô só, ela chorava e dizia “Zê, não estou triste pelo casamento, mas por você”….bom, resumindo, ela dizia que de jeito nenhum queria outro fotógrafo, tinha que ser a gente. Dizia que mesmo que se eu não pudesse, o Ronald iria com outra pessoa, não importava. Aí eu chorava de cá emocionada sem acreditar no que estava lendo.

À noite o noivo dela, o Victor,  esteve aqui em casa e disse “Zê, não vamos pular do seu barco, estamos com você”. Vocês, leitores, têm ideia do que seja isso para uma pessoa que está prestes a começar uma quimioterapia? Jamais eu imaginei ouvir isso, porque sei o quanto os casais anseiam por esse momento, que tudo precisa dar certo e fotografia é para sempre!!! Coisa de Deus, gente!!

E foi assim com todos os casais. Enquanto eu pensava em devolver o dinheiro da entrada dos contratos, eles nem sequer falavam em trocar de fotógrafo. Ao contrário disso, eu recebi TANTO carinho, tanto apoio, ligações.

Assim como pensei, fiquei realmente acamada. Passei muito mal, mas consegui “negociar” com a médica os dias das quimios para que no dia do casamento eu estivesse melhor, já que sabia que a partir do 11º dia eu ficava bem.

E no dia dos casamentos, a preocupação comigo? Não só os casais, mas as famílias, as cerimonialistas e suas meninas.

Nunca, em toda a minha vida eu me esquecerei disso. Por isso, quero aproveitar esse post e esse momento de fim de ano para agradecer do fundo do meu coração a todos vocês. Deus foi maravilhoso e cumpriu Sua promessa de estar comigo em todos os momentos. Foi fácil? Não. Mas cada casamento fotografado era uma grande Vitória para mim.

Repito, JAMAIS esquecerei disso e serei eternamente grata.

Abaixo as fotos dos queridos casais fotografados, por ordem de data. E se quiser ver mais fotos desses casamentos, clique AQUI.

Juliana e Glauber

01

Daniela e Victor

02

Ana Paula e Augusto

04

Elisângela e Alexandre

03

 

05

Marianna e Giuliano

Toc-toc..tem alguém aí?

Ei, gente!

Já tem quase um mês que não escrevo aqui. Mas é que só em pensar no tratamento, meu estômago embrulha.

Tenho algumas coisas para postar, mas vou dar mais um tempo para eu conseguir.
Já fiz a 6ª e a 7ª quimio…estou indo para a última, graças a Deus.

Mas depois explico melhor, já está me dando um enjoo.

Um grande beijo e MUITO, MUITO obrigada por todo o apoio, carinho, orações, etc.

Hummmmmmmmm

A Dulce é uma noivinha que eu fotografei há 4 anos e ela sempre teve muito carinho por mim.

Eu só não sabia de seus dotes culinários para fazer cupcake. Olha o que eu ganhei ontem dela. Vou aproveitar que hoje é o último dia antes da quimio e eu estou podendo comer de “um tudo”, rsrsr.
Ela trouxe um salgado também, de-li-ci-o-so!! Mas esse se foi antes de eu fotografar. Clique aqui para conhecer mais o trabalho dela La Dulceria.

Olha a maçã, freguesa!

Frutinhas com casca precisam de muita higiene nesse período de quimio. Afinal, como diz minha noivinha Elisângela, estou com poucos soldadinhos para me defender, rsrs. Claro que soldado maior é o Senhor, mas precisamos fazer a nossa parte. 🙂

 

Fotinha feita pela noivinha

Achei tão fofo… a noivinha Elisângela de sábado disse “Zê, quero fazer uma foto sua”. Entreguei a máquina na mão dela e não é que fez mesmo? Tem outra que ficou melhor, mas eu não gostei muito de mim, rsrs.
Nossa, só Deus sabe como é que fui para esse casamento, quanta preocupação dias antes. É que como o quimio precisou atrasar uns dias, eu ainda estava no período de reações. Saí de casa muito fraca, estômago doendo e com algum enjoo. Bom, minha meta inicial era ir ao salão para fotografá-la, mas mesmo sentindo fraqueza, vi que dava para ir à cerimônia também. Me preveni levando sal para colocar embaixo da língua caso a pressão caísse muito e disse para o Rô que na festa seria impossível fotografar. Daí cheguei lá e fui fotografando decor e depois todas aquelas posadas. Aí parei aí, rs…Quer dizer, a gente nunca sabe realmente quanta força tem até precisar dela.

Eu tenho a força, porque ela vem de Deus!

Ah, estava conosco fotogrando o Murilo Fanchioti.

Olha aí a fotinha. Bjs